Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Mensagem do Comandante
Início do conteúdo da página
Acessos: 7077

 
 

General de Brigada RICARDO AUGUSTO DO AMARAL PEIXOTO

Comandante da 2ª Brigada de Infantaria de Selva

 

     A Amazônia é a maior floresta tropical do mundo, e nela encontra-se também a maior biodiversidade do planeta. A parte brasileira, Patrimônio do Brasil, cobre mais da metade do território nacional e abriga incomensuráveis riquezas naturais e minerais, juntamente com as diversidades étnica e cultural representadas pelos diversos grupos de cidadãos brasileiros de ascendência indígena.

Área de responsabilidade da 2a Brigada de Infantaria de Selva

 

     Além disso, cabe aduzir que a região em tela representa um inestimável valor geopolítico, o que a tornou, historicamente, desde quando descoberta e conhecida até os dias atuais, em um importante e cada vez mais crescente alvo da cobiça internacional.

     E como bem colocou o grande escritor Euclides da Cunha, “...a imensidão da Amazônia é tão majestosa que de súbito a inteligência humana não lhe suporta o peso....”.

    Tais fatores, aliados à transnacionalidade e à supranacionalidade das questões relativas à preservação do meio-ambiente e à proteção de povos indígenas, aspectos esses complementados pela crescente militarização da ecologia, notadamente por parte de potências militares e econômicas, colocam a região em expressiva e permanente evidência no âmbito da conjuntura mundial, mantendo a temática Amazônica constantemente presente em importantes foros internacionais de discussão.

     Por tudo isso, cabe ressaltar que a manutenção da ordem e a proteção da Amazônia e dos cidadãos brasileiros de ascendência indígena que nela habitam são misteres indispensáveis e intangíveis, posto que tais ações constituem-se em importantes medidas que fortalecem sobremaneira a soberania do Brasil nessa estratégica parte do território nacional.

     Cabe referenciar por oportuno o acatado “amazonólogo” Samuel Benchimol, quando disse que “a Amazônia tem um valor incomensurável, mas jamais terá um preço, seja ele qual for, seja preço de moeda, seja preço de acordo, seja preço de tratado. Ela é inegociável, porque está intimamente ligada ao futuro e ao presente deste País”.

     Nesse sentido, a manutenção da ordem e a proteção de grande parte desta imensa floresta e de toda a riqueza tangível ou não nela contida, incluindo os milhares de habitantes autóctones ou não, está confiada à 2ª Brigada de Infantaria de Selva (2ª Bda Inf Sl), denominada Brigada Rio Negro, em homenagem ao Rio principal de mesmo nome que, com seus afluentes, banha sua vasta área de responsabilidade, localizada no extremo Noroeste do País, na estratégica região conhecida como “Cabeça do Cachorro”.

 

  Pôr do sol no Rio Negro

      A 2ª Bda Inf Sl, Grande Unidade Operacional do Exército Brasileiro, diretamente subordinada ao Comando Militar da Amazônia, possui seu Quartel General em São Gabriel da Cachoeira (SGC), uma cidade do Estado do Amazonas privilegiada por belíssimas paisagens naturais, situada às margens do Rio Negro.

 

São Gabriel da Cachoeira. Ao fundo, a Serra de Curicuriari (Bela Adormecida)

 

     Cabe mencionar que São Gabriel da Cachoeira é o município com a maior população de cidadãos brasileiros de ascendência indígenas, o que obrigatoriamente torna a 2ª Bda Inf Sl uma das mais legítimas herdeiras das tropas que galhardamente expulsaram os invasores estrangeiros em Guararapes, quando nasceu a nacionalidade brasileira e o próprio Exército Brasileiro.

     Isso pela relação e ligação simbólica entre os indígenas daquela época com o grande número de soldados de ascendência indígenas que hoje integram em quase sua totalidade os efetivos da Brigada Rio Negro, que são militares altamente aguerridos, profundos conhecedores dos rios e da selva, disciplinados e cumpridores de missão, e que se constituem em uma excepcional força de combate.

 

Guararapes-1648 / São Gabriel da Cachoeira-2018

 

     A área de responsabilidade da 2ª Bda Inf Sl abriga cerca de 91.333 habitantes, inserindo-se nesse contingente as vinte e três distintas etnias que enquadram os cidadãos brasileiros de ascendência indígenas, e engloba os municípios de São Gabriel da Cachoeira e Barcelos (respectivamente o 3º e o 2º maiores do Brasil em extensão), e de Santa Isabel do Rio Negro, perfazendo o total de 294.507 km², superfície maior do que o estado de São Paulo, ou que a soma dos territórios dos estados brasileiros de Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Alagoas e Sergipe.

     A complexa fisiografia da região, caracterizada por selva densa, elevadas serras, inexistência de estradas e os rios bastante pedregosos, encachoeirados e sujeitos à consideráveis secas, impacta fortemente na logística e nas operações, exigindo planejamento meticuloso e ações bastante peculiares para a cabal cumprimento da missão pela 2ª Bda Inf Sl.

           

 Pico da Neblina e Serra do Aracá

       A 2ª Bda Inf Sl enquadra as seguintes Unidades, todas em SGC, à exceção do 3º BIS que se encontra em Barcelos-AM, no médio Rio Negro:

- Comando de Fronteira Rio Negro e 5º Batalhão de Infantaria de Selva;

- 3º Batalhão de Infantaria de Selva;

- 2º Batalhão Logístico de Selva;

- Companhia Comando da 2ª Brigada de Infantaria de Selva;

- 22º Pelotão de Polícia do Exército; e

- 2º Pelotão de Comunicações de Selva.

     Estando permanentemente desdobrada ao longo dos 1.700 Km de fronteira com a Colômbia e a Venezuela, a 2ª Bda Inf Sl controla as principais penetrantes fluviais e terrestres, sendo esta missão levada a cabo pela presença diuturna e permanente e por operações reais ininterruptas, inibindo e ou reprimindo ilícitos transfronteiriços e ambientais em sua área de responsabilidade .

     Cabe à Brigada Rio Negro o cumprimento das seguintes missões:

- Contribuir para defesa da Pátria como Força de Vigilância Estratégica;

- Atuar na Garantia da Lei e da Ordem (GLO), de forma preventiva e operativa, particularmente na faixa de fronteira; e

- Cooperar com o desenvolvimento sustentável econômico e social em sua área de responsabilidade.

A vigilância avançada é realizada, em uma primeira linha, pelos sete pelotões de fronteira e, em profundidade, com o CFRN/5º BIS e 3º BIS, tudo para efetivamente se fazer presente e atuante e manter expressiva capacidade dissuasória.

     Além da missão constitucional de “Defesa da Pátria”, a 2ª Bda Inf Sl também tem suas prioridades voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico de sua imensa área de atuação, realizando diversos e importantes apoios em prol das comunidades de brasileiros de ascendência indígena.

    No ano de 2017, as ações cívico-sociais, em parceria com a Secretaria Especial de Saúde Indígena / Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Rio Negro, estiveram presentes nas calhas dos principais rios da região, realizando quase 2.000 atendimentos médicos, 1.500 atendimentos odontológicos, beneficiando cerca de 10.000 pessoas de 23 etnias indígenas.

           

Ação cívico-social

      Prosseguindo no trabalho de antepassados e antecessores, com incomensurável e estóico esforço de cada um de seus integrantes, a 2ª Bda Inf Sl vem cumprindo os objetivos estabelecidos pelo Exército Brasileiro, o invicto Exército de Caxias, nesta estratégica região, patrimônio inalienável do Brasil, mantendo sempre como foco o seguinte lema, de autoria do General de Exército Rodrigo Octávio Jordão Ramos: Árdua é a missão de desenvolver e defender a Amazônia. Muito mais difícil, porém, foi a de nossos antepassados de conquistá-la e mantê-la.

Selva !!!

Fim do conteúdo da página